Torrent Filmes X

366 Filmes de Az – Parte II

“Sem problemas, que prazer haveria em trabalhar? Cada fase da feitura de um filme apresenta dificuldades, imprevistos; faz parte do nosso trabalho superá-los ou procurar conviver com eles” (Frederico Fellini)

É hora de superar as dificuldades e se adaptar. 

Após um reflexivo descanso tomei a decisão que espero ser acertada: continuar.

Agradeço a todos que comentaram e foram unânimes no incentivo e na expectativa pela continuidade: Luiz Fonseca, Marcos Rosa, K., django, Ricardo, dumaco71, Fábio Henrique, Eduardo, Iury, Soli e minha amada Tássia.

Fiquei bastante grato com o carinho voluntário contido em cada comentário, de gente que eu nem conheço, que talvez nunca conheça, mas de que alguma forma nos coloca em sintonia, traz vida ao blog e o faz pulsar. Cada comentário esticava o meu sorriso, mas ao mesmo tempo suspendia minhas sobrancelhas, que reagiam: “É, não tem jeito, vou continuar com essa porra”.

E continuarei, sem sacrifício, com puro prazer.

Para tentar manter a suposta qualidade do blog, terei uma meta menor para 2013: 120 filmes. Tomara que dê, mas se não der, paciência. Conseqüentemente, as postagens deixarão de ser diárias – creio que três por semana.

Para compensar, duas novidades. A primeira é inciar cada mês homenageando um tema (data, pessoa, lugar, etc.) e, dessa forma, fazer uma postagem com 10 filmes que eu já vi e que casam com a homenagem. A outra novidade é voltar co cinema – sim, os 366 me afastaram das salas – e para cada filme visto, tentar produzir uma crítica.

Espero que compreendam e que gostem das mudanças.

A partir de amanhã, a postagem que inaugura 2013.

Kizumba concordou, então a sessão continua…